Atualizado 17/04/2018

Atleta de Vargem Bonita é destaque em acesso de equipe para elite do vôlei nacional

Jogando pelo Vôlei Ribeirão, Rafael Bairros vive ótima fase e tem sido o maior pontuador do time na Superliga B

Foi em Vargem Bonita, onde nasceu e morou com os pais até os 15 anos, que Rafael Bairros deu os primeiros passos rumo à carreira de sucesso que vem construindo no voleibol. Aos 22 anos, o jovem de 1,94m é destaque do Vôlei Ribeirão, equipe de Ribeirão Preto (SP) que conquistou na noite do último sábado, dia 14, o acesso à primeira divisão do vôlei nacional.

 

Contratado em setembro de 2017, Rafael joga como oposto, posição especializada em atacar. Na partida que assegurou a vaga do time para a elite do voleibol no Brasil, foi o maior pontuador, com 18 pontos. “É claro que é algo muito satisfatório, mas somos uma equipe que nos fortalecemos juntos, então o mérito é da equipe em geral”, disse ele em uma entrevista pela internet ao Oeste Mais.

 

Na noite do último sábado, quase três mil torcedores que foram ao Ginásio Gavino Virdes, em Ribeirão Preto, vibraram com o Vôlei Ribeirão conquistando o acesso para a Superliga A ao vencer o Blumenau por 3 sets a 1, e de virada. Depois de perder o primeiro jogo, vencer o segundo e largar atrás na partida decisiva da melhor de três, o Vôlei Ribeirão contou com a precisão do ataque de Rafael, conquistando o objetivo com parciais de 21/25, 25/22, 25/15 e 25/23.

 

O time ainda jogará a decisão da Superliga B no próximo sábado, dia 21, contra o Vôlei Itapetininga, em partida única às 15 horas. As duas equipes já estão classificadas para a Superliga A.

Oposto do Vôlei Ribeirão, Rafael marcou 18 pontos na partida que classificou o time para Superliga A (Foto: Renan Bin)

Leia a entrevista de Rafael ao Oeste Mais:

 

— Sou de Vargem Bonita, minha família toda é de lá e sempre que dá vou para lá ou eles vem para cá [em Ribeirão Preto]. Morei lá com meus pais até meus 15 anos. Comecei jogando na escola com o professor Rogério Barp, que foi meu grande incentivador no começo de tudo. Ele foi o primeiro que viu algo diferente em mim.

 

Início da carreira

 

— Joguei Jesc e Olesc e foi onde me destaquei. No ano seguinte, com 16 anos, fui morar em Rio do Sul jogar a categoria infantil. Meu infanto joguei em Chapecó e juvenil e início como adulto no Sesi-SP, que foi onde fui tomando muito mais gosto. Joguei inclusive em algumas oportunidades com meu maior ídolo, Murilo. No ano seguinte, em 2017, joguei por Maringá a Superliga e o Campeonato Paulista por Atibaia, e aí fui contratado pelo Vôlei Ribeirão.

 

Fase atual da carreira

 

— Sem dúvidas nenhuma foi o maior desafio da minha carreira, uma cidade apaixonada pelo time e um objetivo claro que era subir para série A. Graças a Deus e com muito trabalho conseguimos o objetivo. Temos um time muito completo, com jogadores muito experientes e jovens como eu, e esta mescla é muito importante. Sem falar do nosso treinador, Marcos Pacheco, que é um grande vencedor do voleibol nacional e está dirigindo essa nossa equipe muito bem e tem total controle do grupo, o que é fundamental.

 

Destaque do time

 

— Sobre eu estar sendo o maior pontuador, é claro que é algo muito satisfatório, mas, como falei e sempre falamos no vestiário, somos uma equipe que nos fortalecemos juntos, então o mérito é da equipe em geral.

Defender a Seleção Brasileira está entre os objetivos do atleta de Vargem Bonita (Foto: (Foto: Renan Bin)

Decisão no próximo sábado

 

— Agora, a final dia 21 será um jogo duríssimo como sempre foi Ribeirão e Itapetininga, digno de uma final. E mesmo as duas equipes já estarem na elite, tenho certeza que ninguém vai entregar o título fácil.

 

Torcida

 

— Ribeirão merece esse acesso e esse título, é uma cidade que nos abraça, sem dúvidas é a torcida mais apaixonante e vibrante que já joguei. Eu amo essa torcida e nós jogaremos por eles.

 

Futuro

 

— Sobre os planos futuros, sem dúvidas é continuar contribuindo para cada vez mais crescer essa equipe que defendo e com certeza almejo chegar à Seleção Brasileira. A equipe de Ribeirão com certeza tem tudo para fazer um grande campeonato na Superliga A. Temos uma grande comissão técnica, uma ótima estrutura e grandes jogadores que trabalham muito. Tudo isso nos faz a cada pouco mais fortes. Tenho certeza que chegaremos fortes na elite.

Fonte: Oeste Mais
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções