Atualizado 04/07/2017

Com um a menos, Chapecoense cede empate ao Flu no finzinho

Arthur marca dois, mas Fluminense consegue empate com gol nos acréscimos

LUCAS MERÇOn / FLUMINENSE F.C
LUCAS MERÇOn / FLUMINENSE F.C

Passou perto o fim da escassez de vitórias da Chapecoense  no Campeonato Brasileiro. Ontem, a equipe verde e branca chegou a estar na frente do placar até instantes de final. Porém, nos acréscimos, o Fluminense encontrou o gol do 3 a 3. A Chape subiria nove posições na classificação, mas chegou ao quarto jogo seguido sem vencer na Série A.

Em 15º, o Verdão volta para casa para enfrentar o Atlético-PR. O duelo pela 12ª rodada, na Arena Condá, está marcado para as 11h de domingo. O Fluminense enfrenta o Bahia no mesmo, porém às 16h e na Fonte Nova.

Desatenção castigada. O Fluminense não perdoou o erro de posicionamento da defesa verde na primeira volta do ponteiro. Richarlison, sozinho na área, cutucou na saída de Jandrei e abriu o placar. A Chapecoense acordou e fez do empate questão de tempo. Foram três finalizações até a Rossi decretar a igualdade. Um desarme de Andrei Girotto virou passe para o atacante disparar, ganhar de Reginaldo na corrida – que ficou caído pelo caminho – e chegar na cara do goleiro para desferir o chute do 1 a 1.

Igualdade no placar e nas ações, em jogo aberto. Jandrei apareceu bem quando necessário e a Chape tentava o segundo. E conseguiu, aos 42. Reinaldo botou lateral na área, Girotto deu a casquinha e Arthur desviou antes de comemorar a virada chapecoense. O Fluminense voltou do intervalo em cima, e o Verdão se defendia bem.

Até os 24 minutos. Foi quanto Wellington Silva fez boa jogada pelo lado direito e cruzou para Pedro completar. Os jogadores da Chape alegaram que o atacante usou o braço para encostar na bola. A situação ficaria mais complicada instantes depois, com expulsão de Rossi. Mas, mesmo com um a menos, o Verdão chegou ao triunfo. Arthur cabeceou e Júlio César defendeu no susto. Porém, a bola passou da linha e a arbitragem validou o gol que acabou com a agonia verde.

Ter um jogador a menos pesou negativamente para o Verdão. Nos acréscimos, o Flu pressionou e conseguiu o empate com Marcos Júnior. 

Fonte: Diário Catarinense
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções