Atualizado 04/06/2019

Passos Maia ainda aguarda parecer do governo federal para reconstruir ponte danificada pela chuva

Decreto de situação de emergência precisa ser homologado para que município dê sequência ao projeto de reconstrução

A administração municipal de Passos Maia ainda espera pelo parecer do governo federal para conseguir dar sequência ao projeto de reconstrução da ponte na Rua Augusta Zanchet, no Centro da cidade. A estrutura foi danificada em meados de fevereiro deste ano, durante as fortes chuvas que atingiram o município.

 

Nesta semana o Rio Bebedouro voltou a transbordar no mesmo trecho, mas o trânsito segue sem risco, já que a ponte apenas cedeu, ficando centímetros abaixo do nível da pista, sem quebra da estrutura. Uma base de ligação do asfalto à galeria que está no rio foi feita ainda na época do dano para garantir a trafegabilidade.

 

Segundo o coordenador regional da Defesa Civil, Luciano Peri, todo o trâmite administrativo já foi realizado pelo município, com levantamento dos prejuízos e danos, identificação dos problemas e declaração da situação de emergência. O decreto foi inclusive homologado pelo governo do estado algumas semanas depois, mas segue sem despacho na esfera federal.

 

“Acredito que na próxima semana deve ter o parecer final para o reconhecimento. A partir do momento do reconhecimento, se faz um plano de trabalho, solicitando os recursos para a reconstrução”, explica Peri. “Essa obra de reconstrução não é simples, é uma obra de mais de R$ 300 mil, segundo o levantamento feito pela equipe de engenharia do município”, completa.

 

Peri diz que assim que houver o reconhecimento do governo federal, um plano de trabalho será encaminhado para a solicitação de recursos à obra. “Deve ser uma ponte maior, melhor. Se você reconstruir a ponte do mesmo jeito, da mesma forma, qualquer outra chuva na mesma intensidade vai ocasionar dano. Então você tem que fazer uma ponte mais reforçada, mais estruturada, e que dê a possibilidade de que chuvas maiores não causem os danos que foram ocasionados”, finaliza o coordenador.

Fonte: Assessoria
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções