Atualizado 07/11/2018

Passos Maia sedia Conferência Intermunicipal dos Direitos da Pessoa Idosa

Evento que debateu propostas para a fase estadual também reuniu participantes do município de Vargeão

A segunda Conferência Intermunicipal dos Direitos da Pessoa Idosa foi sediada na tarde desta terça-feira, dia 6, pelo município de Passos Maia. Reunindo também participantes de Vargeão, o evento no Centro de Convivência do Idoso de Passos Maia foi acompanhado por dezenas de pessoas.

 

Sob o tema central “Desafios de Envelhecer no Século XXI e o papel das políticas públicas”, a conferência abordou os seguintes eixos: direitos fundamentais na construção/efetivação das políticas públicas (subeixos saúde, assistência social, previdência, moradia, transporte, cultura, esporte e lazer); educação: assegurando direitos e emancipação humana; enfrentamento da violação dos direitos humanos da pessoa idosa; e os conselhos de direitos: seu papel na efetivação do controle social na geração e implementação das políticas públicas.

 

“Nós, administradores, temos um dever muito grande com os idosos, de colaborar e prestar apoio. É muito importante para nós gestores ouvir a palavra e sentir o desejo que cada membro da nossa sociedade tem para que possamos dar a nossa contribuição. Parabéns àqueles que lutaram e continuam lutando por dias melhores”, disse o prefeito de Passos Maia, Leomar Listoni.

 

A palestrante Neusa Moscon fez uma exposição de dados e orientações sobre os nortes da conferência. Em seguida, os idosos se reuniram em grupos para debater e elencar propostas que seguirão para a plenária da quinta Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa em Santa Catarina. Também foram eleitos delegados que representarão Passos Maia e Vargeão no evento.

 

Para a presidente do Conselho Municipal do Idoso de Vargeão, Clara Gubert, o processo simboliza a conquista de muitos direitos. “Nunca tivemos oportunidades de se reunir, se encontrar para dialogar, ver de algum direito. A gente só tinha dever. Hoje temos deveres também a ser cumpridos, mas temos como buscar nossos direitos. Isso estimula a nossa terceira idade. Que essa semente de hoje possa trazer muitos frutos”, desejou.

 

 

 

 

Fonte: Assessoria
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções